MEDICAMENTOS PARA O TRATAMENTO DA DOR CRÔNICA: UMA QUESTÃO DE ACESSO?

Maria Cecilia Carvalho Caetano, Juliana Apolonio Martins, Thais Lorenna Souza Sales, Alexandre Ernesto Silva, Cristina Sanches

Resumo


A OMS apresenta como um pilar de sua política pública para o desenvolvimento do cuidado paliativo a disponibilidade do medicamento para o tratamento da dor crônica. No Brasil, a Portaria nº1083/2012 visa garantir este direito. O presente relato objetiva descrever e discutir as formas de acesso aos medicamentos em pacientes em cuidados paliativos e dor crônica, em três unidades: secretaria de estado da saúde (SES), UNACON e uma ONG. O processo para obtenção do medicamento via SES não é realizado devido à falta de orientação da equipe médica e disponibilidade de documentos para abertura do processo administrativo. Consequentemente, a ONG se responsabilizou pela aquisição e distribuição dos mesmos para os pacientes encaminhados do UNACON. Conclui-se que ainda não conseguimos garantir o acesso ao medicamento para pacientes em cuidados paliativos, necessitando de conscientização do prescritor e desburocratização do processo de dispensação.

Palavras-chave


Dor crônica, Assistência farmacêutica, Acesso aos Serviços de Saúde

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


VITTALLE, ISSN online 2177-7853 / ISSN impresso 1413-3563, Rio Grande/RS, Brasil.