CANABINOIDES E EPILEPSIA: POTENCIAL TERAPÊUTICO DO CANABIDIOL

Cristiane Ribeiro de Carvalho, Pedro Leite Costa Franco, Ingrid Eidt, Alexandre Ademar Hoeller, Roger Walz

Resumo


Existem diversas evidências a respeito dos potencial terapêutico dos dois compostos majoritários presentes nas plantas do gênero Cannabis – canabidiol e Δ-9-tetraidrocanabinol – especialmente em relação à sua relevância clínica no tratamento da epilepsia. Anedoticamente, extratos padronizados com alto teor de canabidiol tem se mostrado eficaz na redução da frequência e a severidade das convulsões, particularmente em crianças com tipos raros de epilepsia que são refratárias aos fármacos convencionais. Essas evidências têm motivado a regulamentação do uso clínico de extratos padronizados contendo canabidiol para tratamento de casos graves de epilepsia no Brasil. A presente revisão traz um apanhado geral sobre a farmacologia do sistema endocanabinoide, os medicamentos baseados da Cannabis disponíveis para uso clínico, bem como do uso do canabidiol no tratamento da epilepsia em humanos. No entanto, apesar dos resultados promissores, ainda existem poucos de estudos clínicos bem delineados que garantam a eficácia, segurança e tolerabilidade do CBD no tratamento de pacientes com epilepsia intratável, tais como nas síndromes Dravet e de Lennox-Gastaut.

Palavras-chave


Canabinoides; canabidiol, canabis medicinal; epilepsia refratária; anticonvulsivante.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


VITTALLE, ISSN online 2177-7853 / ISSN impresso 1413-3563, Rio Grande/RS, Brasil.