A EFICÁCIA DO TRATAMENTO DA OBESIDADE ATRAVÉS DO TRANSPLANTE DA MICROBIOTA FECAL DE INDIVÍDUOS MAGROS

Júlia Oliveira Penteado, Rúbia Gabriela Fernandes Salgado, Edson Barlem

Resumo


Há um crescente interesse na compreensão do papel da microbiota intestinal para elucidar o seu potencial terapêutico. Uma das possíveis aplicações do transplante da microbiota fecal é no tratamento da obesidade, também denominado bacterioterapia fecal. Dessa forma, o objetivo do trabalho foi compreender o efeito terapêutico da microbiota intestinal na saúde do indivíduo. Assim como, conhecer a aplicação do transplante da microbiota fecal de indivíduos magros em indivíduos obesos. Tratou-se de uma revisão integrativa da literatura. A busca dos artigos foi realizada em abril de 2016, no Portal Regional da Biblioteca Virtual da Saúde (BVS), no período 2006-2016. Foram utilizados como critérios de inclusão: artigos disponíveis na íntegra de acesso livre; que abordaram a temática do estudo; apresentação de resumo; em língua portuguesa, inglesa ou espanhola. Dentre os descritores de ciências da saúde (DECS), utilizou-se gastrointestinal microbiome, fecal microbiota transplantation e obesity. Os artigos apresentaram como principal resultado mais encontrado que o transplante da microbiota fecal do indivíduo magro para o indivíduo obeso pode ser usado no tratamento de várias doenças tais como infecções intestinais ou em Diabetes Melitus. Portanto, faz-se necessário a divulgação do tema em um âmbito multiprofissional facilitando o aumento de pesquisas em todas as áreas e um maior conhecimento sobre o assunto. Evidências atuais em humanos corroboram estudos em modelos animais para o tratamento da obesidade através desta técnica. Porém, os estudos ainda são escassos, dificultando a formulação de recomendações para a prática profissional.

Palavras-chave


microbiota fecal, obesidade, nutrição

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


VITTALLE, ISSN online 2177-7853 / ISSN impresso 1413-3563, Rio Grande/RS, Brasil.

.......

Indexadores

PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQPROPESQ