[1]
M. C. Rodrigues, “Nomes de Família como Pontos de Acesso Autorizados de um Registro Bibliográfico”, BIBLOS, Rev. Inst. Cien. Hum. Inf., vol. 27, nº 1, p. 71–92, out. 2013.