EDUCAÇÃO AMBIENTAL: CONSTRUINDO PERGUNTAS DE PESQUISA NA AÇÃO EDUCATIVA

Sara Monise de Oliveira, Haydée Torres de Oliveira

Resumo


A construção de perguntas de pesquisa tem sido apontada como uma limitação no campo da
pesquisa em educação ambiental. O momento desse esforço cognitivo é considerado de
extrema importância no processo de pesquisa, tanto para a construção do conhecimento
científico, quanto para a própria formação da pesquisadora e do pesquisador. Dada a
relevância do assunto, convidamos a leitora ou leitor para compartilhar conosco de reflexões
acerca desse processo, em pesquisas que partem de uma ação educativa. O objetivo é que
identifiquemos aspectos importantes desse processo, com o propósito de realizar um exercício
reflexivo sobre a construção de objetos de pesquisa em educação ambiental, que tenham
relevância social e científica. Para tanto, trouxemos para essa discussão relatos de uma
pesquisa desenvolvida junto a uma ação educativa, em uma região periférica da cidade de São
Carlos (SP).

Palavras-chave


pesquisa em educação ambiental; pesquisador/a-educador/a; perguntas de pesquisa;

Texto completo:

PDF

Referências


ACSELRAD, H.; LEROY, J.P. Novas premissas da sustentabilidade democrática. Rio de

Janeiro: Projeto Brasil Sustentável e Democrático - Fase, 2. ed, (Série Cadernos de Debate, nº

, 2003.

ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em Educação: desafios contemporâneos. Rev. Pesquisa em

educação ambiental. USP, UNESP e UFSCar, v.1, n.1, jul - dez, p.43-57, 2006.

ARROYO, M.G. Educação e exclusão da cidadania. In: BUFFA, E. ARROYO, M. G.;

NOSELLA, P. Educação e cidadania: quem educa o cidadão? 4.ed. São Paulo: Cortez, cap

, p. 31-80, (Coleção questões da nossa época, v. 19), 1987.

AVANZI, M.R.; MALAGODI, M.A.S. Comunidades interpretativas. In FERRAROJUNIOR,

L. A. (org.) Encontros e Caminhos: formação de educadoras (es) ambientais e

coletivos educadores. Brasília: MMA, Diretoria de Educação Ambiental, p. 93-102, 2005.

BADIOLA, M.H. Educación Popular Ambiental. In: LÓPEZ-HERNÁNDEZ, E.S.;

MERCADO, Ma. M.T.B.; GONZÁLEZ, G. (coord.) La profesionalización de los educadores

ambientales hacia el desarrollo humano sustentable. México: ANUIES, (coleção Biblioteca

de la Educación Superior, série Memorias), 2005.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S.K. A investigação qualitativa em educação: uma introdução à

teoria e aos métodos. Porto (Portugual): Porto. p. 15-18, 1994.

BRANDÃO, C.R. Pesquisar - Participar. In: ______. Pesquisa Participante. São Paulo:

Brasiliense, 4a. ed., p. 9-16, 1984.

______. A pergunta a várias mãos: a experiência da partilha através da pesquisa na educação.

São Paulo: Cortez, (Série saber com o outro; v.1), 2003

______. Comunidades aprendentes. In; FERRARO-JUNIOR, L. A. (org.) Encontros e

Caminhos: formação de educadoras (es) ambientais e coletivos educadores. Brasília: MMA,

Diretoria de Educação Ambiental, pg. 83-91, 2005.

BURNHAM, T.F. Complexidade, multirreferencialidade, subjetividade: três referências

polêmicas para a compreensão do currículo escolar. In: BARBOSA, J.G. Reflexões em torno

da abordagem multirreferencial. São Carlos: EDUFSCar, p.35-55, 1998.

CARVALHO, I.C.M. Em direção ao mundo da vida: interdisciplinaridade e educação

ambiental/ conceitos para se fazer educação ambiental. Brasília: IPÊ – Instituto de Pesquisas

Ecológicas, 101p., 1998.

______. Educação Ambiental e Movimentos Sociais: elementos para uma história política do

campo ambiental. Rev. Educação: Prática e Teoria. Rio Claro, v. 9, n. 16 e 17, jan-jun, juldez,

p. 46-56, 2001.

______. O 'ambiental' como valor substantivo: uma reflexão sobre a identidade da educação

ambiental. In: SAUVÉ, L.; ORELLANA, I.; SATO, M. Textos escolhidos em educação

ambiental: de uma América à outra. Montreal: Publications ERE-UQAM, Tomo I, pp 85-90

(versão em português), 2002

CASTRO, M. Desafios na construção do objeto de pesquisa: conversando com jovens

pesquisadores. Rev. Escritos sobre Educação. Ibirité, v.3, n.1, jan-jun, p. 15-26, 2004.

DEVESCOVI, R.C.B. O processo de produção do espaço urbano e da segregação sócioespacial:

um estudo sobre a cidade de São Carlos. 261 p. 1985. Dissertação (Mestrado),

Programa de Pós-Graduação EAESP/FGV, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas,

UNICAMP, Campinas, 1985.

ELIAS, N. Notas sobre os Judeus como participantes de uma relação estabelecidos-outsiders.

In: ______. Norbert Elias por ele mesmo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, cap. 4, p.143,

FALKEMBACH, E.M.F. Diário de Campo: um instrumento de reflexão. Rev. Contexto e

Educação. Universidade de Ijuí, ano 2, n.7, jul-set., p. 19-24, 1997.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. 35 ed., São Paulo: Paz e Terra (Coleção Leitura), 1996.

______. Pedagogia do Oprimido. 41 ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FREITAS, D.; OLIVEIRA, H. T. Pesquisa em Educação Ambiental: um panorama de suas

tendências metodológicas. Pesquisa em educação ambiental. Ribeirão Preto, v. 1, n.1, jul-dez,

p.175-191, 2006.

GALIAZZI, M.C. As metodologias de pesquisa em Educação Ambiental. Apresentação. In:

TAGLIBER, J. E.; GUERRA, A. F. S. (org.) Pesquisa em Educação Ambiental: pensamentos

e reflexões. I Colóquio de Pesquisadores em EA. Pelotas: Ed. Universitária/UFPel, p. 49-53,

GOHN, M.G.M. Movimentos sociais e educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, (Questões da

nossa época; v.5), 1994.

GONDIM, L.M.P.; LIMA, J.C. A pesquisa como artesanato intelectual: considerações sobre

método e bom senso. São Carlos: EdUFSCar, 88p., 2006.

GUIMARÃES, M. Educação ambiental: no consenso um embate? Campinas, SP: Papirus,

(coleção papirus educação), 94p., 2000.

GUTIÉRREZ, J. Controvérsias disciplinares e compromissos pendentes na pesquisa

contemporânea em educação ambiental. Rev. Educação pública. Cuiabá, v.12, n.22, jul-dez,

p.83-105, 2003.

JACOBI, P.R. Cidade e ambiente: percepções e práticas em São Paulo. São Paulo:

Annablume, 191p., 2000.

LAYRARGUES, P. P. Conflitos socioambientais e cidadania: qual é o tema da educação

ambiental? In: MATA, S. F. et al. (org) Educação ambiental: compromisso com a sociedade

com a sociedade. Rio de Janeiro: MZ Editora, p. 50-55, 1999.

LOURAU, R. Implicação: um novo paradigma? In: ALTOÉ, S. (org.) Renè Lourau: analista

institucional em tempo integral. São Paulo: HUCITEC, p. 246-258, 2004.

MAUTNER, Y. A periferia como fronteira de expansão do capital. In: DEÁK, C. SCHIFFER,

S. R. (orgs.) O processo de urbanização no Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São

Paulo, p. 245 -259, 1999.

NA MARGEM... . Documentário. Direção: Projeto Água Quente. Produção: Ponto D.

Patrocínio Petrobras - Programa Petrobras Ambiental. São Carlos, 24 minutos., 2006.

RANCIÈRE, J. Uma aventura intelectual. In: ______. O mestre ignorante: cinco lições sobre

a emancipação intelectual. Belo Horizonte: Autêntica, cap. 1, p. 17-37, 2002.

OLIVEIRA, S.M. Educação ambiental e organizações da sociedade civil da bacia hidrográfica

do córrego Água Quente (São Carlos/SP): compreendendo a incorporação da temática

ambiental em suas ações sócio-educativas. Dissertação (mestrado) - Escola de Engenharia de

São Carlos, Universidade de São Paulo, 150 p., 2007.

OLIVEIRA, H.T. Metodologias participativas em educação ambiental. In: Simpósio

Comemorativo dos 10 anos de funcionamento do Curso de Especialização em Educação

Ambiental e Recursos Hídricos: perspectivas para o século XXI. São Carlos, 6 a 8 de julho de

Anais, ... São Carlos: CRHEA- SHS/EESC/USP, pp. 54-60, 2005.

______Popular education and environmental education in Latin America: converging path

and aspirations. In: GONZALEZ-GAUDIANO, E.; PETERS, M. Handbook of environmental

education. Amsterdam: Sense Pub., 15p. (no prelo).

SANTOS, M.E.V.M. Que cidadania? Lisboa: Santus-Edu, (Trilogia Que educação? Para que

cidadania? Em que escola?, Tomo II), 2005.

SAUVÉ, L. La educación ambiental entre la modernidad y la posmodernidad: en busca de un

marco de referencia educativo integrador. Tópicos en Educación Ambiental n.1, v.2, p. 7-25,

______. Para construir un patrimonio de investigación en educación ambiental. Tópicos en

Educación Ambiental, n. 2 (5), p. 51-69, 2000.

SCHERER-WARREN, I. Redes de movimentos sociais. 2ª ed. São Paulo: Edições Loyola,

p., 1996.

_______. Movimentos sociais e participação. In: SORRENTINO, M. Ambientalismo e

participação na contemporaneidade. São Paulo: EDUC/Fapesp, p. 41-56, 2002.

SILVA, P.B.G.; ARAÚJO-OLIVEIRA, S.S. Cidadania, ética e diversidade: desafios para a

formação em pesquisa. Apresentado no VI ENCUENTRO - CORREDOR DE LAS IDEAS

DEL CONO SUR “Sociedad Civil, Democracia e Integración”, 6, Montevideo, 2004.

TEIA-CASA DE CRIAÇÃO; ACQUAVIT. Projeto Água Quente. Relatório Técnico de

Execução 1º-2º trimestres. São Carlos: Petrobras - Programa Petrobras Ambiental, 2005a.

______. Projeto Água Quente. Relatório Técnico de Execução 3º trimestre. São Carlos:

Petrobras - Programa Petrobras Ambiental, 2005b.

______. Projeto Água Quente. Relatório Técnico de Execução 4º trimestre. São Carlos:

Petrobras - Programa Petrobras Ambiental, 2005c.

______. Projeto Água Quente. Relatório síntese, 2004-2006. São Carlos: Programa Petrobrás

Ambiental, 100p., 2006.

TONISSI, R.M.T. Percepção e caracterização ambientais da área verde da microbacia do

córrego Água Quente (São Carlos, SP) como etapas de um processo de educação ambiental.

p., 2005. Tese (Doutorado) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São

Paulo, 2005.

TOZONI-REIS, M.F.C. Pesquisa em educação ambiental na universidade: produção de

conhecimento e ação educativa. In: TALAMONI, J. L. B.; SAMPAIO, A. C. (org.).

Educação ambiental: da prática pedagógica à cidadania. São Paulo: Escrituras Editora, p. 9-

, 2003.

VASCONCELOS, M.L.M.C.; BRITO, R.H.P. Conceitos de Educação em Paulo Freire:

glossário. Petrópolis, RJ: Vozes, São Paulo, SP: Mack Pesquisa - Fundo Mackenzi de

Pesquisa, 2006.

VIEZZER, M. L.; OVALLES, O. (orgs). Manual latino-americano de educ-ação ambiental.

São Paulo: Editora Gaia, 192p., 1995.




REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, ISSN 1517-1256, Rio Grande/RS, Brasil.